Publicado em: 18 de novembro de 2013

Acidente na Floriano Rodrigues Pinheiros mata taxista no feriado

Duas pessoas ficaram gravemente feridas. É o terceiro acidente com mortes na rodovia em menos de um mês.

img_0095
CAMPOS DO JORDÃO – Um acidente fatal fez uma vítima e deixou outras duas pessoas gravemente feridas na noite desse domingo, 17 de novembro, às 23h20, na rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, km 21 trecho de Santo Antônio do Pinhal.

Um taxista, dirigia seu FIAT UNO com placas de Taubaté na pista sentido Campos do Jordão quando perdeu o controle do veículo e colidiu frontalmente com outro carro, um KADET preto, com placas de Campos do Jordão.

O taxista morreu na hora. Já o casal que estava no outro veículo, que residiriam no Vila Inglesa, em Campos do Jordão, teve ferimentos graves e foram encaminhados ao Hospital Regional de Taubaté. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, não houve registro de congestionamento.

OUTROS ACIDENTES NA RODOVIA

A cobradora da “Viação na Montanha”, Claudete Prudente Santos Marinho de 38 anos morreu e outras duas mulheres ficaram feridas também numa noite de domingo, dia 3 de novembro na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro – estrada de acesso a Campos do Jordão.

Claudete teria feito uma cirurgia no ombro em um Hospital de Taubaté e estaria no veiculo com duas amigas . Quando retornavam para Campos do Jordão, teriam resolvido ir à Tremembé, tendo seu veiculo atingido na lateral por outro carro no trevo de acesso ao município.

A cobradora residia no Monte Carlo e frequentava a Igreja Assembléia de Deus Luz para as Nações. Era separada e tinha um filho que mora com o pai.

Rejane e sua filha | Foto: Facebook

Rejane e sua filha | Foto: Facebook

Já na tarde de 28 de outubro, duas pessoas morreram e outra ficou gravemente ferida em um grave acidente no mesmo local do acidente de ontem, na altura do km 21 próximo a Santo Antônio do Pinhal.

Segundo os bombeiros, as ocupantes do carro, a professora Rejane Carlos Pereira Nogueira, 38 anos e sua filha Maria Júlia Pereira Nogueira de 4 anos ficaram presas nas ferragens após a colisão entre o veículo e um caminhão. Rejane teria morrido na hora e sua filha no hospital.

Outra filha da professora, de 13 anos sobreviveu ao acidente .

Com informações de Cláudio Borges.